Há evidências claras de que as empresas com maior diversidade, tanto em cargos de alta liderança (C-Level e Diretoria) quanto no Conselho Administrativo, têm um desempenho melhor e geram retornos mais altos.

Sobre a Diversidade no Conselho

A diversidade é a chave para os conselhos de sucesso! Quando nos referimos a diversidade no Conselho falamos num sentido mais amplo que inclui diferentes competências, habilidades, expertise dentro e fora do setor, vivência internacional, idade, gênero e raça. Este conjunto de experiências tem um impacto positivo no desempenho do conselho.

Esse assunto é tão importante que as maiores gestoras de ativos do mundo, a Black Rock, Vanguard Group e State Street, estão pedindo explicações às empresas com poucas ou nenhuma diversidade em seus conselhos, afirmando que grupos mais diversos tomam melhores decisões.

Pesquisas realizadas no Brasil apontam que a diversidade ainda não é uma realidade por aqui.

Uma pesquisa feita em 2016 pelo IBGC – Intituto Brasileiro de Governança Corporativa apontou que no Brasil as mulheres ocupam apenas 7,9% dos conselhos, e se excluirmos as herdeiras, esse número cai para 4%. O Instituto Ethos aponta que temos somente 4,9% de pardos em conselhos no Brasil.

Um estudo realizado pelo Peterson Institute com 22 mil empresas em 91 países mostra uma rentabilidade de 15% maior nas empresas que possuem pelo menos 30% de mulheres ocupando cargos de CEO, diretoria e posição em conselho.

Outra pesquisa do Credit Suisse Research Institute 2017, mostra que empresas com pelo menos uma mulher no conselho geram 3,5% a mais no ROE.

Engajada neste tema a CKZ Diversidade promove o Fórum Diversidade no Conselho que acontece dia 23 de outubro em São Paulo.


Temos como propósito:

Apresentar Cases que comprovam que a multiplicidade de talentos e de ideias nos conselhos é fundamental para um processo decisório mais assertivo, um vez que diferentes experiências contribuem para uma análise mais abrangente.

Comprovar através de pesquisas que a diversidade é simplesmente um negócio inteligente e rentável.

Mostrar que um ambiente inclusivo, onde há espaço para um debate saudável com opiniões divergentes, trás ideias inovadoras.

QUEM DEVE PARTICIPAR?

O Fórum é destinado aos acionistas, investidores, conselheiros e conselheiras, conselheiras(os) independentes.

Conheça o programa do evento

Cooperação

Patrocínio

Apoio